Imagem - Ocemg
Notícias

Cooperativistas marcam presença no Lançamento da 17ª edição do Anuário de Informações Econômicas e Sociais do setor

29/06/2022
Imagem - Ocemg

Em um evento para mais de 240 pessoas, o Sistema Ocemg apresentou os principais indicadores de desempenho das cooperativas mineiras. O lançamento do Anuário de Informações Econômicas e Sociais do Cooperativismo Mineiro ocorreu no dia 28 de junho, no Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte, e buscou ainda promover uma reflexão sobre os impactos do setor no desenvolvimento do Estado.

Exultante com os bons resultados do cooperativismo mineiro apontados pelo estudo, o presidente do Sistema Ocemg, Ronaldo Scucato, citou Charles Gides, filósofo do movimento cooperativista: “Ele dizia que o cooperativismo é a suprema esperança daqueles que sabem que há uma questão social para resolver e uma revolução se evitar”, comentou sobre os percalços que a humanidade tem passado, como guerras, pandemias e crises, tendo as cooperativas atuado ativamente na mitigação dos efeitos na sociedade e na economia.

Este ano, o Sistema Ocemg investiu em uma programação diversificada para contextualizar os dados da publicação, com palestras, por exemplo, do economista Alexandre Schwartsman, que falou sobre o tema “Tudo depende da perspectiva. Qual é a sua?”. O especialista ressaltou o cenário atual, levando em consideração as conjecturas sobre inflação, desemprego e exportação das commodities.

Já o fundador da Wine.com, Rogério Salume, abordou o tema “A sua empresa sabe vender, como se projetar no mercado digital?”. Com uma trajetória de empreendedor, ele destacou o caminho para inovar no negócio e, assim, passar por crises e problemas da melhor forma: “Monte uma equipe de pessoas diferentes para pensar em inovações. Quando se tem uma cultura de inovar e empreender na empresa ou cooperativa, conseguimos navegar por diversos cenários”.

Por fim, Thiago Nigro, autor do Livro “do Mil ao Milhão”, influenciador de finanças e criador do canal no YouTube “O Primo Rico”, fechou a programação. Entre outras ideias sobre como escalou seu trabalho na internet atingindo o marco de 20 milhões de pessoas alcançadas em seus canais por mês, ele exaltou que o maior ativo das pessoas e dos negócios é o tempo. “O grande segredo do negócio é o tempo. Quanto mais tempo você consegue gerar para as pessoas ou quanto mais você consegue fazê-las economizar tempo, melhor”.

Mesa redonda

Representantes do sistema cooperativista mineiro e nacional foram convidados para falar sobre “Contextualização e Mobilização para a Plataforma Negócios Coop” e uma mesa redonda sobre as tendências nos ramos Agro, Crédito e Saúde, contou com a participação de Marco Valério Araújo Brito, presidente da Coccamig; Marco Aurélio Almada, presidente do Bancoob e Luiz Otávio Fernandes de Andrade, presidente da Unimed Federação Minas, com mediação da jornalista e apresentadora âncora na CNN Brasil, Elisa Veeck.

Brito abordou a situação atual do ramo agropecuário, seus destaques e desafios. Para ele, o “agro faz diferença no Brasil e se torna mais relevante e significativo pela capilaridade que tem, gerando receita e renda para o produtor rural”.  Entre as provocações, ele comentou sobre as cooperativas do setor passarem não só a produzir, mas também beneficiar os produtos, com enfoque no café, agregando mais valor ao produto.

Representando a saúde, Andrade comentou sobre os anos de pandemia pelos quais a população tem passado, frisou que a intercooperação é de suma importância para o fortalecimento de cada cooperativa e do sistema como um todo e ressaltou a força da marca Unimed em Minas, com 62 cooperativas, três milhões de beneficiários, ou seja, de 10 pessoas que possuem plano de saúde em Minas, seis têm Unimed.

Já Almada complementou dizendo sobre os grandes percalços enfrentados com maestria pelo setor cooperativista e deixou um conselho de que “o mundo está mudando e não mudar não é uma opção”, sintetizando os debates do dia.

Imagem - Ocemg

Baixe o Aplicativo do
Sistema Ocemg

Disponível para:
Imagem - Ocemg