Imagem - Ocemg
Notícias

Lideranças cooperativistas participam de evento sobre Novo Código da Cultura

19/10/2021
Imagem - Ocemg

Novo Código da Cultura foi o tema da masterclass realizada pelo Sistema Ocemg ontem (18/10) para cerca de 35 dirigentes cooperativistas. Os autores do best seller Gestão do Amanhã, Sandro Magaldi e José Salibi Neto, foram os convidados a falar sobre o assunto aos participantes.

Para abrir o evento, o presidente do Sistema Ocemg, Ronaldo Scucato, frisou sobre a importância das lideranças cooperativistas estarem em constante atualização e em busca de conhecimento, sempre com foco no negócio e nas pessoas, que são a base das cooperativas. “Nos dias que correm atualmente, tudo se modifica, tudo muda todos os dias, a única coisa que não muda é a mudança”, frisou, relembrando que o virtual e o real devem ser balanceados, voltando os olhos para o comportamento e para o ser humano.

Na palestra inicial, Salibi falou sobre como a cultura é imprescindível para que haja coerência e a coesão no negócio, seja ele de qualquer ramo. Ele frisou que uma mudança de cultura, ou a evolução dela, é um desafio e que para criar uma cultura poderosa é preciso construir um modo de trabalhar que:  distinga sua empresa da concorrência; garanta  a permanência de valores operacionais críticos, como encantar os clientes ou criar produtos diferenciados; ajude os líderes a identificarem pessoas que estejam em sintonia com a missão da empresa; e enfoque em um pequeno número de elementos de design cultural capazes de influenciar um grande número de comportamentos, no decorrer de um longo período de tempo.

Para Magaldi, mesmo dentro do cooperativismo e, no caso das cooperativas de crédito, inseridas em um mesmo sistema, cada cooperativa tem sua cultura e o líder tem o papel de agente de comunicação, sendo importante que estejam totalmente alinhados com a mensagem e a cultura do negócio para passar para os cooperados e para os colaboradores.

Como complemento, Magaldi e o sócio fundador da consultoria de gestão de marcas iN, Fábio Milnitzky, apresentaram o caso de sucesso da cooperativa agrícola francesa Tereos, que tem atuação também no Brasil. Segundo explicaram, a organização procurou a consultoria deles para trabalhar a evolução da cultura da cooperativa no país, mantendo unidade com a da organização na França.

“Cultura é o jeito de ser, como as coisas são feitas, no que o empreendimento acredita. Uma vez estruturada, o que identificamos é que um dos principais defeitos das organizações é não saber falar sobre ela. Tendemos a entender a cultura como algo abstrato e não concreto no dia a dia da empresa”, comentou Milnitzky. Ele explicou ainda que não existe construção de marca sem falar da cultura da empresa ou da cooperativa, são caminhos que seguem juntos.

Imagem - Ocemg

Baixe o Aplicativo do
Sistema Ocemg

Disponível para:
Imagem - Ocemg