Imagem - Ocemg
Notícias

Sistema Ocemg realiza 15ª edição do Seminário de Responsabilidade Social

15/12/2021
Imagem - Ocemg

Marcando o fechamento do calendário de ações voluntárias em Minas Gerais, o Sistema Ocemg realizou, ontem (14/12), o XV Seminário de Responsabilidade Social das Cooperativas Mineiras.

Na ocasião, foram apresentados os resultados do Dia de Cooperar (Dia C) 2021, as ações das cooperativas mineiras realizas ao longo do ano, bem como foram ministrados palestras e debates sobre responsabilidade social e ambiental.

Abrindo o evento, o presidente do Sistema Ocemg, Ronaldo Scucato, ressaltou em sua fala que a entidade celebra as ações com foco em transformar a vida das pessoas e das comunidades em que atuam. Destacou ainda os projetos do Sistema Ocemg voltado para o desenvolvimento sustentável das cidades mineiras. Ele frisou o Dia C como principal movimento de voluntariado cooperativista do país que, concebido em Minas, hoje é realizado de Norte a Sul do país. “Nos antecipamos a Organização das Nações Unidas (ONU) na questão dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e, somente este ano, as cooperativas mineiras trabalharam 14 dos 17 ODS em seus projetos do Dia de Cooperar”, completou.

Márcio Lopes de Freitas, presidente do Sistema OCB, desejou um ano novo de mais realizações para o cooperativismo mineiro e brasileiro e comentou, sobre o Dia C que, “Minas Gerais tem realizado um trabalho exemplar e sido uma referência que a Unidade Nacional pegou emprestada e levou para outros Estados”. Freitas complementou que o setor está se movimentando no sentido de atender o que a humanidade anseia, que é “inovação, transformação e mudanças. E o cooperativismo vem como uma forma de negócios voltada para a sociedade e para as pessoas”.

A coordenadora Geral do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Maristela Baioni, representando a embaixadora da ONU, Katyna Argueta, reconheceu o trabalho diferenciado que as cooperativas vêm desempenhando no atingimento da Agenda 2030 e os resultados que foram comprovados e apresentados durante o Seminário. Ela comentou que as pessoas tendem a pensar que as empresas e cooperativas perdem competitividade ao investir em responsabilidade social, mas é o inverso, por isso é preciso mudar o olhar para essas práticas. O Em Sistema Ocemg se tornou a primeira Unidade Estadual do país a se tornar signatária do Pacto Global da ONU.

Cooperativismo na Conferência da ONU

Integrando a programação, a Gerente Geral do Sistema OCB, Fabíola Nader, que representou o cooperativismo na Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2021 (Cop 26), em Glasgow, na Escócia, com foco em debater as mudanças climáticas, comentou sobre os desafios do Brasil se posicionar perante as críticas no quesito meio ambiente, grande produção de alimentos e pelo fato da Amazônia estar, em boa parte, no território nacional. “Então era um momento importante para estarmos presentes”, frisou, comentando que o cooperativismo é uma ferramenta que ajuda os governantes a cumprir as metas de neutralidade de carbono, assim como outras metas ligadas aos ODS.

A gerente durante a conferência apresentou cases de cooperativas e organizações brasileiras, entre eles o Programa de Energia Fotovoltaica do Cooperativismo (MinasCoop Energia), iniciativa do Sistema Ocemg cujo foco é a geração de energia limpa a partir da construção de usinas fotovoltaicas. “No MinasCoop Energia estamos falando de impactos no clima e ações relacionadas aos ODS, o programa engloba tudo”, disse, frisando que o cooperativismo tem a sustentabilidade no seu DNA, algo tão valorizado nos dias atuais.

Painel

O Seminário contemplou ainda o painel Energia Fotovoltaica: gerando resultados ambientais e sociais, com o superintendente do Sistema Ocemg, Alexandre Gatti Lages, o assessor institucional e a analista de Educação e Desenvolvimento Sustentável da organização, Geraldo Magela e Rouzeny Zacarias, e o presidente do Sicoob Credimepi, Jacson Guerra.

Gatti lembrou a criação do programa, iniciada há cerca de dois anos, frisando a entrada da organização no âmbito da energia renovável. Ele agradeceu o envolvimento do Comitê Técnico formado para estruturar o MinasCoop, cujas usinas da Ocemg, em Cristália e Botumirim, no Norte de Minas, foram inauguradas em outubro deste ano. Na última segunda (13/12) e ontem (14/12), as estações foram ligadas à rede da Cemig e já estão gerando energia para as unidades da organização e para doação para a Santa Casa de Belo Horizonte.

A parte social, inclusive, é o diferencial do projeto, que engloba ainda os setores ambiental e econômico, com geração de energia limpa e economia na conta de luz pelas cooperativas. Além disso, parte desta energia geradas pelas usinas das cooperativas é doada para as entidades beneficentes das cidades em que atuam.

Magela, por sua vez, frisou as importantes parcerias institucionais firmadas pelo Sistema Ocemg para o desenvolvimento do MinasCoop Energia, com o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede/MG), do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi) e Cemig, para a desburocratização dos processos, bem como com a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e as prefeituras de Cristália e Botumirim.

Já Rouzeny complementou sobre as ações de desenvolvimento sustentável local proposto pelo Sistema Ocemg para as cidades que receberam as usinas, levando em consideração as potencialidades e as necessidades apontadas pelos moradores locais. A intenção é trabalhar o turismo, a agricultura familiar e atuar junto aos jovens para a possível criação de uma cooperativa de telemarketing.

Representando as cooperativas que já integram o programa, Guerra contou a experiência do Sicoob Credimepi frisando que, além das unidades da cooperativa, parte da energia será doada para as APAES da região de atuação. “E, para incentivar que as APAES economizem energia, se a variação de uso for menor que 20% ao ano, daremos a elas um incentivo em dinheiro”, complementou o presidente.

Dia C

A programação contou com vídeos de cooperativas que fizeram ações no Dia de Cooperar 2021, bem como com a apresentação dos dados do movimento em Minas este ano. Ao todo, o Dia C beneficiou 3.253.853 pessoas, de 389 municípios, por meio do envolvimento de 28.375 voluntários, de 252 cooperativas.

Os dados e os projetos de voluntariado cooperativismo mineiro estão no Livro do Dia C disponível no Portal do Sistema Ocemg. A versão impressa da publicação será enviada para todas as cooperativas participantes.

 

Imagem - Ocemg

Baixe o Aplicativo do
Sistema Ocemg

Disponível para:
Imagem - Ocemg