Imagem - Ocemg

Quem somos

Conheça um pouco
da nossa atuação
Imagem - Ocemg
assista ao vídeo

O Sistema Ocemg é formado pela junção de duas importantes instituições: o Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg), órgão de representação política, sindical-patronal e de defesa do cooperativismo no Estado; e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo de Minas Gerais (Sescoop-MG), responsável pelas atividades de formação profissional, monitoramento e promoção social das diversas cooperativas de Minas. A Ocemg ainda integra a Federação dos Sindicatos das Cooperativas dos Estados de Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e Santa Catarina (Fecoop-Sulene).

Pronto para atuar em benefício do crescimento e desenvolvimento do cooperativismo mineiro, o Sistema proporciona orientação e apoio para a gestão eficiente do setor, oferecendo cursos, treinamentos, palestras e seminários que integram e fortalecem as sociedades cooperativas.

Em 2020 a Ocemg comemora 50 anos de história e o Sescoop/MG completa 20 anos de atividades. O resultado é um Sistema consolidado e de credibilidade que abrange um universo aproximado de 800 cooperativas dos mais diversos ramos e mais de um milhão de cooperados.

Imagem - Ocemg

Conheça mais sobre a história da Ocemg,
contada no Livro 40 anos.

Visão

Em 2025, o cooperativismo mineiro será reconhecido pela sociedade por sua excelência, competitividade, integridade e capacidade de promover o desenvolvimento econômico e social.

Missão

Promover, desenvolver, representar e defender o cooperativismo mineiro, tornando-o mais competitivo, respeitado e admirado pelo papel que desempenha na sociedade.

Para entender melhor o nosso trabalho, veja abaixo a lista de funções e frentes de atuação das instituições que, juntas, formam o Sistema Ocemg:


A  Ocemg tem função:

– Representativa perante as autoridades executivas, legislativas e judiciárias;

– Negocial para realização de acordos ou convenções coletivas dos diversos ramos do setor;

– Assistencial nas áreas política, técnica, contábil e jurídica para as cooperativas.

O Sescoop-MG apresenta três frentes de atuação:

– Formação profissional;

– Promoção social;

– Acompanhamento das cooperativas de Minas Gerais.

O que o Sistema Ocemg faz pelas cooperativas mineiras?

– Consolida a inserção das cooperativas no Sistema de representação nacional por meio da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB);

– Articula propostas de cunho político junto aos órgãos públicos municipais, estaduais e federais para pautar os assuntos de interesse das cooperativas registradas;

– Promove a capacitação de cooperados, empregados e dirigentes cooperativistas por meio de cursos, treinamentos, seminários, congressos e eventos de promoção social, o que permite o acompanhamento do segmento em diversas áreas;

– Orienta permanentemente o segmento nos âmbitos jurídico, técnico e contábil;

– Fomenta a intercooperação no sistema;

– Atua em sintonia com a Aliança Cooperativa Internacional (ACI), órgão de cúpula mundial do cooperativismo, o que permite às cooperativas participarem de intercâmbios técnicos, comerciais e afins com cooperativas de outros países;

– Confere credibilidade perante o mercado;

– Confirma a legalidade de atuação das cooperativas relacionada ao Sistema Cooperativo Nacional;

– Divulga os serviços e ações das cooperativas mineiras e do cooperativismo de maneira geral através dos meios oficiais de comunicação do Sistema Ocemg/Sescoop-MG, OCB e outras mídias.

A Casa do Cooperativismo Mineiro está de portas abertas para atendê-lo. Entre em contato!

Presidente do Sistema Ocemg:

Ronaldo Scucato

Vice-Presidente:

Luiz Gonzaga Viana Lage

Superintendente:

Alexandre Gatti Lages

Conselho Diretor - Ocemg

Carlos Augusto Rodrigues de Melo
Eudes Arantes Magalhães
Fernando Romeiro de Cerqueira
Garibalde Mortoza Júnior
Guilherme Olinto Abreu Lima Resende
Ivan Lemos Brandão
Luiz Otávio Fernandes de Andrade
Marcelo Candiotto Moreira de Carvalho
Paulo César Gomes Guerra
Ramiro Rodrigues de Ávila Júnior
Ricardo Ferreira da Silva
Ronaldo Siqueira Santos
Samuel Flam

Fábio Botelho de Carvalho
Geraldo Souza Ribeiro Filho
Guilherme Lacerda de Almeida
Marlon Geraldo Vargas
Ralph de Castro Junqueira

Conselho Fiscal - Ocemg

César Augusto Mattos
Urias Geraldo de Sousa
Flávio Vaz de Lima

Alfredo Alves de Oliveira Melo
Dario Colares de Araújo Moreira
Lásara Dirli Gomes da Silva

Conselho de Ética

Francisco Miranda de Figueiredo Filho
José Augusto Ferreira
Paulo César de Araújo Rangel

Matusalém Dias Sampaio
Renato Nunes dos Santos

Conselho Administrativo - Sescoop

Adalberto de Souza Lima
João Emygdio Gonçalves
Jorge Nobuhico Kiryu
Raimundo Sérgio Campos

Ana Cristina Maia Penido
Antônio Carlos Cioffi
Karla Tadeu Duarte de Oliveira
Múcio Pereira Diniz

Conselho Fiscal - Sescoop

Evaldo Moreira de Matos
Márcio Olívio Villefort Pereira
Tatiana Campos Salles da Silva

Cristiano Félix dos Santos Silva
Jacson Guerra Araújo
Valdei Costa Barbosa

O Sistema Ocemg integra diversos órgãos municipais, estaduais e federais, confirmando sua importância de poder e decisão. Confira a lista de entidades onde estamos representados:

– Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão

 Secretaria de Estado de Agricultura Pecuária e Abastecimento

– Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae-MG)

– Conselho Estadual do Trabalho, Emprego e Geração de Renda no Estado de Minas Gerais (Ceter)

– Fórum do Pólo de Desenvolvimento Integrado do Norte de Minas

– Câmaras Técnicas da Cachaça de Alambique; Desenvolvimento Florestal; Arroz e Feijão; Aquacultura; Café; Fruticultura; Bovinocultura de Leite; Seguro e Crédito Rural; Avicultura; Defesa Agropecuária; Suinocultura; Sementes e Mudas de Minas Gerais

– Comitê Estadual de Integração Lavoura – Pecuária

– Grupo Coordenador do Fundese (BDMG)

– Sindicato das Entidades de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional no Estado de Minas Gerais (Senasofp-MG)

– Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas)

– Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater)

– Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig)

– Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA)

– Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB)

– Fórum Permanente de Turismo Rural

– Fórum Estadual de Combate ao Trabalho Infantil e proteção ao Adolescente

– Conselho Estadual de Cooperativismo (Cecoop)

– Conselho Integrado de Desenvolvimento (Coind)

– Fórum Permanente Mineiro das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Fopemimpe)

– Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana

– Comitê Gestor Estadual do Programa “Luz para Todos”

– Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg)

– Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg)

– Companhia Brasileira de Participação Agroindustrial (Brasagro)

Sede do Sistema Ocemg

SALAS DE TREINAMENTOS

A sede do Sistema possui duas salas de treinamentos para realização de cursos, palestras e outros eventos em benefício do segmento cooperativista mineiro. Os espaços comportam cerca de 40 pessoas, com serviços de sonorização, computador, projetor, ar condicionado e acesso à internet.

Auditório

O auditório da Casa tem capacidade para até 110 pessoas. Dispõe de mesa com aproximadamente 07 lugares no palco, púlpito, cadeiras, projetor, ar condicionado, microfones e acesso à internet. Ideal para eventos formais, com composição de mesa, palestras e seminários.

Premiação

O prédio do Sistema Ocemg foi premiado pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), departamento de Minas Gerais, na categoria obras construídas – edifícios para fins industriais, comerciais, de serviços e institucionais. O prêmio tem por objetivo valorizar a arquitetura mineira e destacar sua contribuição para a cultura e a melhoria da qualidade de vida nos grandes centros urbanos. A titulação foi conferida na 10° Premiação de Arquitetura IAB MG 2008.

Imagem - Ocemg
Centro de Treinamento do Cooperativismo Mineiro

Em setembro de 2019 o Sistema Ocemg inaugurou um moderno Centro de Treinamento. Um espaço construído para ampliar as ações de capacitação e formação profissional do setor, impulsionando o conhecimento sobre o cooperativismo. O prédio conta com salas de aula e administrativas, auditório e área de convivência, distribuídos por 1.437 m² de área construída, e tem capacidade de receber até 300 participantes simultaneamente.

Imagem - Ocemg
assista ao vídeo

Viaje pela Linha do Tempo com o Sistema Ocemg e relembre os fatos que marcaram sua atuação em mais de 40 anos de história de apoio ao cooperativismo mineiro.

1970 - Origem e estruturação

A Ocemg foi criada em 11 de setembro de 1970, iniciando um grande projeto de consolidação e fortalecimento das cooperativas mineiras.

A Assembleia de Constituição contou, em 1970, com 145 representantes de cooperativas e foi convocada pela União das Cooperativas do Estado de Minas Gerais – Ucemg, extinta para dar lugar à nova entidade.

Em 1972, aconteceram importantes discussões sobre política de composição de crédito para cooperativas, integração do cooperativismo de consumo e perspectivas para a organização.

1973 marcou o ano da reforma do estatuto da Ocemg para integração de todos os ramos das atividades cooperativistas junto à OCB e outras instituições. Também foi eleita a nova diretoria para o triênio 1973/76.

Iniciados, em 1974, os trabalhos de assessoria e consultoria fiscal, trabalhista e contábil; organização, fusão e incorporação e assistência para obtenção de financiamento de capital de giro.

Em 1975 foi aprovada a reforma estatutária da entidade e, em 1976, eleita nova diretoria.

A criação da Fundação de Desenvolvimento Cooperativista (Fundec) foi aprovada em 1978, mesmo ano de realização do II Congresso Estadual de Cooperativismo.

1980 - Desenvolvimento e Participação

Em 10 anos de atuação, a importância da Ocemg no gerenciamento do movimento cooperativista mineiro estava confirmada. O Estado contava com cerca de 400 cooperativas registradas.

Em 1980, a Ocemg já oferecia suporte jurídico e assistência técnica às cooperativas, levando toda linha de prestação de serviços necessários para o aprimoramento do sistema.  Em 1981, a entidade beneficiou mais de 300 mil associados e criou a Comissão de Café.

Uma multiplicidade de ações nas esferas de representação política, de assistência técnica, educação e comunicação cooperativista foram encaminhadas em 1982. A primeira sede própria foi inaugurada em 1983.

Em 1984, foi criada a Assessoria de Imprensa e Comunicação Social e a Comissão Estadual Consultiva do Desenvolvimento Ordenado do Cooperativismo (Cedoc).

Comemorava-se, em 1985, os resultados do maior movimento socioeconômico do Estado, com destaque para o surgimento do segmento de crédito rural e implantação do setor de auditoria externa em 1986. Uma nova diretoria foi eleita em 1987.

Em 1988, foi publicada a primeira edição do Jornal da Ocemg. A entidade participou do X Congresso Brasileiro de Cooperativismo e atuou ativamente nos trabalhos da Assembléia Nacional Constituinte.

1990 - Conhecimento e Educação

Com a expansão do número de cooperativas em Minas, cresceu também o número de serviços e iniciativas da Ocemg em busca do desenvolvimento do setor. Os resultados já eram evidentes com o apoio da sociedade e autoridades políticas.

Em 1990, foi assinado um convênio de atividades com o Departamento Nacional de Cooperativismo e regulamentada a concessão da Medalha do Mérito Cooperativista em 1991.

Realizado, em 1992, o II Encontro Nacional de Capacitação do Quadro Social em Cooperativas, além do Seminário da Política de Leite que resultou na criação de um Departamento de Leite na Ocemg.

Nova diretoria eleita em 1993. Começaram as discussões para atribuir à Ocemg personalidade sindical. Em 1994, a Ocemg realizou o seminário internacional “As Cooperativas e a Produção de Leite Ano 2000”.

Promovido, em 1995, o I Concurso de Imprensa Cooperativista. Em 1996, aconteceu o I Seminário Nacional de Cooperativas de Trabalho e lançada oficialmente a Frente Parlamentar do Cooperativismo.

Criada, em 1997, a Frencoop-MG que, acionada pela Ocemg, teve ação decisiva na queda do ICMS do leite. Também foi implantado o Programa de Monitoramento das Cooperativas Mineiras. Criado, em 1999, o Sescoop – Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo.

2000 - Capacitação, crescimento e desenvolvimento

Educação, capacitação, monitoramento, representação política e patronal. As cooperativas mineiras contam com o apoio e orientação necessários do Sistema Ocemg/Sescoop-MG para a gestão eficiente e profissionalizada do segmento.

A efetiva operacionalização do Sescoop aconteceu em 2000, ano em que também foi instituído o Programa de Desenvolvimento de Dirigentes Cooperativistas (Formacoop).

2001 marcou o início de uma nova gestão na Ocemg, com a reorganização do quadro social, mais atividades de capacitação, convênios e parcerias para o desenvolvimento do setor.

Em 2002, a Ocemg atuou, pela primeira vez, como Sindicato Patronal. Realizou o I Encontro Estadual de Mulheres Cooperativistas e implementou o projeto Aglutinar.

Recebeu, em 2003, o certificado de “Entidade Solidária” e instalou o Sistema de Gerenciamento e Acompanhamento para Cooperativas Agropecuárias (GECAP). Aprovadas, em 2004, as novas normas para o PIS/COFINS e a Lei 14.131/01 em benefício dos produtores de leite.

Lançado o portal do cooperativismo mineiro em 2005, instalado o Conselho Especializado do Ramo Agropecuário e a Comissão Especial do Cooperativismo na ALMG. Iniciado o Projeto Queijo Minas Artesanal e destaque para o alcance da inadimplência ZERO no Sistema.

Em 2006 foi implantado o projeto de Educação Cooperativista no Estado e lançada a primeira edição do Anuário do Cooperativismo.

Fechada parceria com a UFV para o Programa OQS em 2007. O TRT-MG reconheceu a Ocemg como sindicato patronal das cooperativas. Nomeação de representantes na Jucemg. Apoio institucional para ampliação do Curso de Especialização Ópera. Assento no COIND e novo formato do jornal Cooperação.

Instalado, em 2008, o Conselho Estadual do Cooperativismo (Cecoop) e aprovado o novo Estatuto Social da Ocemg. A entidade investiu ainda mais em ações de difusão das propostas de aglutinação.

Além de ter fomentado o movimento em prol do café no Estado, a Ocemg elegeu nova diretoria para a gestão 2009/2013, em 2009, e apresentou seu Plano Diretor 2009/2012. Foi sancionada lei de regulamentação das cooperativas de crédito e o Sescoop completou 10 anos de atuação.

Confira mais sobre a nossa história no Livro Comemorativo de 40 Anos da Ocemg.

10 - Solidez e profissionalização

Os anos 10 estão sendo marcados por conquistas e também muito trabalho. Os resultados, entretanto, demonstram a qualidade, o compromisso e o bom desempenho da instituição em prol do cooperativismo mineiro.

2010 foi marcado pelas comemorações dos 40 anos da Ocemg e lançamento da publicação e exposição históricas constando as principais conquistas da entidade. Também entrou em ação o projeto “Equipe Técnica”, com objetivo de promover a troca de informações institucionais e identificar as principais demandas das cooperativas, oferecendo sugestões e soluções para o desenvolvimento do segmento no Estado.

Lançados, em 2011, o novo Portal do Cooperativismo Mineiro e o Projeto de Educação Cooperativista para alunos do 4º ano do ensino fundamental.

Imagem - Ocemg

Movimento

Um modelo de negócio diferenciado, onde pessoas juntas, em torno de um mesmo objetivo, criam impactos positivos para o país inteiro.

Imagem - Ocemg

Baixe o Aplicativo do
Sistema Ocemg

Disponível para:
Imagem - Ocemg