Imagem - Ocemg
Notícias

FIC +Feliz: bem-estar de funcionários é pauta importante nas cooperativas

29/01/2024
Compartilhar em:
WhatsAppFacebookTwitterLinkedIn
Imagem - Ocemg

Investimento na qualidade de vida dos colaboradores promove melhores resultados para a organização e para a comunidade

Você vive ou apenas existe? Este questionamento pode nos levar ao caminho da felicidade, que tem o poder de transformar vários âmbitos da nossa vida, inclusive o profissional. E é exatamente este o pilar do programa FIC+ Feliz, realizado pelo Sistema Ocemg, cujo objetivo é estimular a busca constante do bem-estar e da qualidade de vida dos colaboradores e associados das cooperativas mineiras.

A busca pela satisfação no trabalho tem sido um fator cada vez mais relevante no mundo corporativo. Um estudo divulgado pela Harvard Business Review em 2022, observou que a felicidade exerce um impacto significativo nos níveis de produtividade, eficiência e inovação de uma organização. Os resultados indicam que colaboradores que se encontram satisfeitos são 31% mais produtivos, 85% mais eficientes e demonstram um aumento de 300% na capacidade inovadora.

O programa é baseado no índice de Felicidade Interna Bruta (FIB), medida que avalia o bem-estar social e econômico de uma nação, priorizando aspectos como felicidade, saúde mental e qualidade de vida. Além disso, segue os princípios e valores do cooperativismo. “Neste sentido, o FIC+ Feliz tende a ser uma importante análise de bem-estar dos associados. Ele se torna uma ferramenta de gestão cooperativista, bem como um catalisador de mudanças”, explica a gerente de Educação e Desenvolvimento Sustentável do Sistema Ocemg, Andréa Sayar.

Ao participar do FIC, os gestores podem conhecer, com mais detalhes, os fatores que impactam no nível de felicidade geral da cooperativa. “Assim, identificamos oportunidades de melhoria e implementamos medidas para isso, aperfeiçoando o desempenho organizacional. Dessa forma, será possível promover avanços nos processos e resultados”, reforça Andrea.

Implementação do FIC

Foi pensando em criar uma relação de confiança entre os colaboradores que o Sicoob Credimonte, com sede em Santo Antônio do Monte, e as agências em Pedra do Indaiá, Camacho e Belo Horizonte, decidiram aderir ao FIC +Feliz. A implementação do programa iniciou no dia 23 de janeiro.

O evento foi realizado em um encontro virtual com os representantes do Sistema Ocemg e cerca de 63 dos 160 funcionários da cooperativa. “O FIC é muito amplo. O programa é a busca para sermos uma cooperativa mais leve, onde todos trabalhem felizes”, expressa o presidente do Conselho de Administração, Antenógenes Junior.

Segundo o superintendente do Sicoob Credimonte, João Henrique do Couto, o FIC auxilia para que a cooperativa consiga propor melhorias que impactam não só nos trabalhos diários, mas na redução de afastamentos e qualidade de vida pessoal de cada um. “Trabalhadores felizes produzem mais, e isso é inquestionável. Além do que, no cooperativismo, os cooperados precisam ser tratados como tal, com alegria”, conta.

Este já é o segundo ciclo do FIC que a cooperativa participa. Com base nesses resultados, o superintendente explica que os funcionários conquistaram vários benefícios. “Muitas práticas da cooperativa puderam ser melhoradas. Isto trouxe um sentimento de que a pesquisa é realmente séria e que seus frutos são colhidos por todos”, relata. “Sabemos que ainda há muito a ser feito, mas a cada dia, percebemos que a Cooperativa possui um bom ambiente, onde a maioria gosta de passar o seu dia trabalhando com leveza e felicidade”.

Os dados do FIC +Feliz são colhidos a partir de um formulário de autodiagnóstico. A adesão ao questionário deve ser voluntária. As perguntas são divididas em vários âmbitos da vida, são eles: padrão de vida, governança, educação, saúde, meio ambiente, cultura, uso do tempo, bem-estar psicológico e vitalidade comunitária.

O cooperativismo e a felicidade

O mentor de performance, escritor e terapeuta, Otávio Grossi, responsável pela palestra de abertura do FIC, explica que o cooperativismo traz uma linguagem inovadora. “Esse formato vem trazer novos ares e possibilidades diferentes de olhar para o trabalho, resultados e conquista de desempenho”, explica. “E aí entra a importância da felicidade, ela vai ajudar na compreensão do bem-estar, na comunicação saudável e efetiva, sintonia, capacidade de visão sistêmica, organização, iniciativa, orientação para qualidade e, por fim, na clareza de objetivo para que a pessoa abaixe a ansiedade e se alinhe com a missão e a visão da cooperativa”.

Ele reforça que a iniciativa do Sistema Ocemg de promover palestras a respeito do tema, faz com que tudo fique ainda mais claro. “O FIC não é um programa que acontece e depois fica lá, parado. Pelo contrário, ele se reflete de forma viva, pulsante e significativa no agir da cooperativa e na vida de cada um que participa desse programa”, completa.

ORIGEM NO BUTÃO

O índice de Felicidade Interna Bruta (FIB) é um indicador da Organização das Nações Unidas (ONU) e complementa medidas tradicionais como o Produto Interno Bruto (PIB) para avaliar o desenvolvimento de uma nação. Originário do Butão, baseado na cultura budista, o FIB busca, cientificamente, medir a felicidade e o bem-estar, influenciando a política governamental, desde 1675. O enfoque budista visa condicionar a mente para promover a felicidade de todos os seres, destacando a importância da iluminação interior sobre ganhos pessoais ou nacionais.

O FIC+Feliz é uma iniciativa do Sistema OCB, replicada desde 2014 pelo Sistema Ocemg. O programa visa capacitar os profissionais para alcançarem maior realização pessoal e profissional, utilizando suas habilidades e competências em benefício, tanto de suas metas individuais, quanto dos objetivos organizacionais.

Para obter mais informações sobre o FIC+Feliz, as cooperativas interessadas podem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo número (31) 3025-7110.

 

Imagem - Ocemg

Baixe o Aplicativo do
Sistema Ocemg

Disponível para:
Imagem - Ocemg